Visualizações de página do mês passado

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

ENXUGUE AS LÁGRIMAS


Enxugue as lágrimas...
Sim, enxugue as lágrimas!
Está na hora de fazê-las parar
Está na hora de refazer a vida
Pois a vida não quer esperar!
Sim, enxugue as lágrimas...
De uma vez por todas,
Enxugue as lágrimas!
Bote um sorriso no rosto
Mesmo que ele não queira sorrir
Obrigue-o.
Chega de se lamentar,
Deixe o lamento passar.
É tempo de colher as rosas!
É tempo de se alegrar!




FINGI QUE NÃO ERA DOR (VERSÃO 1)




É preciso fingir que ainda chove,
Quando seca a alma.
É preciso fingir que ainda venta,
Quando a brisa para.
É preciso fingir que noite é manhã
Que espinho é flor
Que montanha é planície.
É preciso fingir que lágrima é utopia
Que dor é miragem
Que sonho sim, esse existe!
E quando olho para trás
Vejo que suportei tudo isso.
Percebo que foi fingindo que não era dor,
Que não senti que doía!




terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

O BURRINHO


 Encontrei um burrinho
Parecia triste e cansado...
Achando a vida tão chata
Carregando pesos
Trabalhos árduos
Que vontade que eu tive
De adotar o burrinho
Levá-lo para casa
Enchê-lo de carinho
Embrulhá-lo numa manta
E fazê-lo feliz
Meu doce burrinho
Teus olhinhos me encantam!
Fui embora
Mas jamais te esqueci!
O que fazes agora?
Corres num campo a sorrir!